Talentos

Vontade é coisa que dá e passa

Vontade é coisa que dá e passa
Markinhos Libardi

Vontade de sair por aí sem nada a fazer
Vontade que dá e passa, mas volta todo dia
Reprimindo o desejo de por enquanto não poder
Extravasar o pensamento nesta minha ousadia

Cabelos ao vento ficaram em um passado ali perto
O frescor da brisa parece assim tão distante
Meio mar, meio selva, meio deserto
Da minha janelo fico a contemplar esse instante

Parece um caminho seguindo nessa penumbra sem fim
Parece pesadelo mesmo estando acordado
Parece o subconsciente procurando por mim
Parece meu coração que já está bem cansado

O vilão é cruel e ambicioso
Espera por uma força que fracassa
Querendo explorar a fraqueza de quem não pensa
Que vontade é coisa que dá e passa

Compartilhe essa obra

Share Share Share Share
Inspiração

Olhando da janela dá aquela vontade...

Sobre a obra

Escrevo poesias com melodia. Escrever uma poesia contando o cotidiano foi uma experiência gratificante...

Sobre o autor

Compõe música desde a infância.
Sou mais da área da música, mas não podia deixar escapar essas cenas do cotidiano.
Locutor de rádio e produtor artístico na década de 80.

Autor(a): MARCOS FRANCISCO LIBARDI DOS SANTOS (Markinhos Libardi)

APCEF/ES