Talentos

Praia

Cheiro de madeira, areia molhada e maresia
Xícara de café com leite, que não bebia
Pão de milho, qualhada e chimia
Verão, estação de misturar a família

Areia dura, escura e correria
Duna quente, macia
Mar que muito mexia
Como se nunca houvesse calmaria

Havia um lugar que a gente cabia
Debaixo da casa da tia
A espreitar o mundo que se avizinha

Maracajá, Araranguá, de Brasília
Morro e Arroio que não mais haveria
Para trás ficou Forquilhinha

Compartilhe essa obra

Share Share Share Share
Inspiração

Lembranças da infância

Sobre a obra

Soneto amador

Sobre o autor

Trabalho na GIGOV/FL

Autor(a): ANDRE RENATO BACK (André Renato Back)

APCEF/SC


Essa obra já recebeu votos de 0 pessoas

Essa obra já recebeu 0 votos (com peso)