Talentos

A pena que abraça


A pena que abraça

Com a pena desfaço conceitos
Das palavras prontas e certas
Nesse mundo que vive do avesso
Traço livre na voz que liberta

... e onde singra um sinal de alerta!


Com a pena disserto utopias
Na amplitude dos ideais
Resistência reúne os andantes
Soma de sonhos entre os iguais

... divisão de apelos, dores e ais!


A pena afeta o dito e o não dito
Destrói a censura e fios do aramado
Provoca luz em noites infindas
A pena é um grito de punho cerrado

... e silêncio da noite num quarto fechado!


A pena descarta o ódio de raça
Alivia as dores na cela que encerra
A pena proclama a liberdade na praça
E ergue as bandeiras nas ruas da Terra

... implica vozes que acertam e erram!


A pena rechaça...
O ódio que afronta
A voz que agride
A arma que aponta

... a arma que aponta!


A pena abraça...
A mão que abana
O sulco na taça
O sonho que flana

... o sonho que flana!

Compartilhe essa obra

Share Share Share Share
Inspiração

Meditações diante de uma pena e um poema.

Sobre a obra

Meditação sobre uma pena e a liberdade, democracia e sonhos...

Sobre o autor

Sou graduado em Engenharia Civil e funcionário aposentado da Caixa.
Autor dos livros:
Os agachados – crônicas da Era Lula (edição 2012)
Contos de Chumbo (Chiado Editora 2015)
Tintos e Contos (Penalux 2017)
O código Locatelli – romance – (Penalux 2018)
Sofrendo em Paris - crônicas - (Penalux 2018)

Autor(a): ATHOS RONALDO MIRALHA DA CUNHA (Athos Ronaldo Miralha da Cunha)

APCEF/RS


Essa obra já recebeu votos de 26 pessoas

Essa obra já recebeu 96 votos (com peso)