Talentos

Tragédia que se anuncia e não se escuta...

Tragédia que se anuncia e não se escuta...
O bálsamo midiático atrofia as mentes ‘sãs’ dos reivindicadores do título de ‘cidadãos de bem’. O perigo é iminente, a tragédia tem o seu botão de start pressionado, não se dispara nenhum míssel americano, soviético, tampouco coreano, mas saem às ruas fazendo um estrago incalculável sob a égide da moral e dos bons costumes. Ignoram pessoas, situações e atropelam os valores maiores de uma construção social: a igualdade, o respeito e a democracia.
Fazem do discurso do ódio a sua verdade, a batuta da moral tem o seu lado distorcido. Os campos estão delineados visivelmente entre o bem e o mal, onde cada um dos seus lados não quer carregar a mácula de estar do lado errado, todos, mas todos mesmo, acreditam estar do lado do ‘bem’, mesmo que do seu lado estejam as escórias, os torturadores, os desonestos, os corruptos, os traidores e vendilhões do patrimônio social. O bálsamo midiático vem com força para anestesiar as mentes e conscientizar o ‘cidadão de bem’ que brada com energia: ‘bandido bom é bandido morto’, mas apenas os bandidos do lado de lá: ‘eu não tenho bandido de estimação’. São verdades que vão se perpetuando por serem repetidas de forma sistemática e por milhares de vezes, com shows midiáticos abertos em um espaço público que deveria sim ser dos CIDADÃOS DE BEM, não aqueles que vestem camisas verde-amarelas e fazem dancinhas ridículas, não aqueles que escondidos sob um foro privilegiado empunham a bandeira da democracia e enchem o peito com um discurso moralista e quebrem regras sagradas das leis por eles mesmo escritas.
Os donos da verdade estão embalsamos pelo ópio da mídia que quer ficar de bem com Deus e o Diabo. Será que existe Deus e o Diabo. – Vixi, agora mexi em um formigueiro, será que sou um ‘cidadão de bem’, agora!?

Compartilhe essa obra

Share Share Share Share
Inspiração

A situação politica atual vida a um ano e pouco em nosso país me inspirou para escrever essa crônica.

Sobre a obra

A vivência do espaço político e midiático impeliu para que concebesse tão obra

Sobre o autor

Escrever e desenhar uma história particular, e a cada dia, escrevemos várias histórias!

Autor(a): JOSE DE ARIMATEA LAFAYETTE SOUZA ()

APCEF/AL