Talentos

COMO NUM CAIS



CAIS:
Pachelly Jamacaru e Raul Marques

Como num cais
Embarcações amontoadas
Todas tão bem
Relacionadas como meus aís

Quanta tralha quando encalha
Bem nas malhas fluviais
Meus desejos ancorados, cercados
De algas, lodo, tudo e todos
Comparado aos constantes vendavais

E assim é o meu amor
Que em todo o seu torpor
Se vê tão alucinado sem âncora
E semiafogado
Já não vislumbra os seus ideais
Como num cais
Onde os estivadores não têm paz

Os meus desejos
Eu já não os vejo mais
Tal qual vagão de ferro
A tempo jaz
O caos do meu amor criou seus cais!
O caos do meu amor criou seus cais!
O caos do meu amor criou seus cais!



Compartilhe essa obra

Share Share Share Share
Inspiração

Qualquer amor, quando desarmonizado, se assemelha ao caos de um cais desorganizado...Aparecem as tralhas, lembram vagões enferrujados, estivadores cansados... Em águas turvas como algas e lodos, é possível ainda assim reorganizar uma paixão em estado caótico.

Sobre a obra

Toda a instrumentação procurou dar fidelidade ao aspecto sentimental da composição. Houve um diálogo do Compositor e o arranjador buscando o melhor resultado.

Sobre o autor

Componho desde os onze anos. Festivais vencidos.Shows realizados pelo país. Curso de história da MPB. Participante do evento MASSAFEIRA LIVRE, ocorrido em Fortaleza. Três Cds gravados. Participante de Outras edições do FENAE.

Co-Autor(es)

RAUL ANTONIO MARQUES DE OLIVEIRA | APCEF/PB

Intérpretes

EUGENIO PACHELLY JAMACARU DE AQUINO | APCEF/CE

Integrantes

EUGENIO PACHELLY JAMACARU DE AQUINO | APCEF/CE

Autor(a): EUGENIO PACHELLY JAMACARU DE AQUINO (PACHELLY JAMACARU)

APCEF/CE