Talentos

A LAGARTIXA E O JACARÉ

A LAGARTIXA E O JACARÉ

Uma jovem lagartixa passeava
Na beira da Lagoa Manguaba.
Tranquila, comia os insetos
Que pelo caminho encontrava.

A passos lentos, feliz, caminhava
Sem sequer para os lados olhar.
Assim, não percebeu algo bem grande
Que estava quieto, a lhe observar.

De repente, ela levantou a cabeça,
Balançando-a para enxergar melhor
Viu uma montanha no seu caminho...
Ui! Ela se mexeu? Imaginou o pior!

Olhou... Analisou... Desconfiada...
Numa árvore rapidamente subiu,
O que viu lá de cima foi tão forte
Que seu rabinho se desprendeu e caiu.

Nunca havia visto algo tão estarrecedor,
Olhava, olhava, sem querer acreditar:
Se perguntava como aquela coisa
Monstruosa havia chegado por lá.

Desceu e saiu correndo para casa
Gritando, querendo a todos avisar
Que havia uma lagartixa gigante
Se aproximando e poderia atacar.

A comunidade então se reuniu
Para o monstro perigoso espantar.
Devagarinho, armadas de cipós,
O trabalho foram realizar.

Cavaram túneis debaixo do bicho
Até conseguir o cipó atravessar.
Então, amarraram bem forte
Antes que ele pudesse acordar.

Os outros animais vieram correndo
Porque não queriam no boato acreditar.
Mas, ao chegarem, pá! Estancaram.
Seus olhos começaram a se arregalar.

Em silêncio, com medo de avançar
Decidiram ir voltando de ré.
Um deles gritou bem alto: fujam todos!
Isso não é lagartixa, é um jacaré!

Mas o cassaco enfrentou destemido,
Seu odor fétido o fez espirrar e correr
Splash... Se jogou nas águas salobras...
Saiu nadando apressado, até desaparecer!

Compartilhe

Inspiração

As histórias infantis me encantam. A beleza da Lagoa Manguaba é sem inigualável. Resolvi então reunir as duas coisas que admiro num conto infantil, incluindo animais que fazem parte do cenário lagunar.


Sobre a obra

Esse é um texto literário, do gênero épico. Trata-se de um conto, escrito em forma de Prosa poética, composto de 11 estrofes, com utilização típica dos textos poéticos, como por exemplo: aliteração, metáfora, sonoridade das frases e rima intercalada no segundo e no quarto verso de cada estrofe.

Sobre o autor

Sempre fui apaixonada pela literatura e principalmente pelos contos e a poesia, por conta disso, tenho buscado, cada vez mais, aprender para escrever melhor.

Autor(a): VERONICA DA SILVA GALVAO (VERÔNICA GALVÃO)

APCEF/AL


Essa obra já recebeu 10 votos