Talentos

DEVANEIOS NOTURNOS

Devaneios noturnos

É noite
Os barulhos noturnos interrompem o silêncio!
O abrir das garrafas nos bares, as palavras soltas ao vento, aos ares!
O lamentar do bêbado pelo amor que se foi, o gemer da moça que se entrega ao prazer!
O tilintar dos copos brindando a arte de viver! A noite passando com os pensamentos... lentos, acelerados, nítidos ou mascarados.
Sonhos leves, pesados, mas sempre impregnados de paixão, a mola propulsora que movimenta a vida.
Nuvens passam, ouço o som de canções de amor e despedida. Alguém anunciando a partida?
Todos buscando a felicidade, maior bem desejado pelos humanos, segundo o filósofo grego Aristóteles. Mas o que é a felicidade para cada pessoa?
Os prazeres, a paixão, um fim em si mesma? É um conceito relativo, depende da percepção de cada um.
Para mim, o mais importante é que esse bem – a felicidade – não seja delegado a alguém. Você é dono dela, corra para buscá-la! É dono do seu corpo e da sua alma. A felicidade é construída ao longo da vida com o tecer de fios de paixão, amor, compreensão, aceitação das diferenças, amizade, entrelaçando todos os bons sentimentos.
Filosofia à parte, eis que surge no céu
A lua, nua, despindo-se das nuvens
Rasgando a seda azul das núpcias celestiais
Brilhante, misteriosa, domina a paisagem, mesmo em metade!
E a outra metade, onde estará?
Noite aqui, dia acolá! E tudo é mesmo muito relativo!
Liberte o seu coração da armadilha das convenções sociais e dos modelos, libere o seu sentimento e siga a trilha da felicidade.

Compartilhe

Inspiração

Gosto de observar o movimento das pessoas, especialmente à noite. Moro no 13º andar de um prédio que fica próximo a um bar; Assim, da minha varanda conseguia ouvir os barulhos do bar, da rua e da noite que estava linda. Daí criei essa crônica, que tem o objetivo de sensibilizar os leitores a buscar a sua felicidade, bem como livrar-se dos modelos.

Sobre a obra

É uma crônica do tipo filosófica, curta, poética, mas sem grandes divagações e leve.Um dos pré-requisitos para ser considerada uma boa crônica é a expressão da opinião do autor acerca do tema; o requisito foi atendido quando escrevo que a felicidade não deve ser delegada.Como gosto de temas comportamentais, leio muito sobre o comportamento humano.

Sobre o autor

Eu adoro escrever, principalmente sobre temas filosóficos e que fazem o leitor refletir sobre o seu comportamento diante da vida.
Desde criança que escrevo e continuo desenvolvendo essa habilidade.
Como estou aposentada, tenho mais tempo para exercitar o lado direito do cérebro, da criatividade, e assim me dedicar às composições literárias.

Autor(a): MARIA DE LOURDES SANTOS ARAUJO (Lourdinha Araujo)

APCEF/BA